EXAMES

BACTERIOLOGIA

O que é o exame bacterioscópico

O exame que é realizado de forma microscópico direto após a coloração ( Gram) tem como objetivo a pesquisa de possíveis bactérias nas áreas genitais de homens e mulheres. Pela rapidez do resultado este exame é importante em situações de grande urgência, como por exemplo a suspeita de meningites.

Possui uma sensibilidade relativamente baixa e os resultados negativos não chegam a excluir a presença de microrganismos que podem ser detectados por cultura, que é o processo onde as estruturas bacterianas são visualizadas e podem sugerir alguns gêneros bacterianos como cocos gram positivos; coco gram em cadeias e bacilos negativos. No processo de obtenção do resultado o exame relacionado para chegar ao objetivo é o látex que irá auxiliar na pesquisa de antígenos bacterianos.

O exame bacterioscópico direto é realizado a partir da amostra clínica recém-colhida do paciente, sendo um exame presuntivo podendo obter valor de diagnóstico em uretrites gonocícitas de forma especial com os homens, mas também em  outras manifestações.

Como funciona o exame bacterioscópico

Em uma região do corpo que esteja sujeita a infecção através de microorganismos pode ser utilizado o método de Gram, para coletar o material necessário e encaminhar para o laboratório com o objetivo de analisar a amostra que foi coletada, para verificar a existência de doenças ou ausência da mesma, sendo especificado o tipo do material que foi coletado e para qual exame é destinado.

No momento da realização do exame é feito a coleta de amostra de forma asséptica é preparado ao menos dois esfregaços em lâminas limpadas de forma higiênica para que não possua elementos gordurosos. Os esfregaços devem ser feitos com movimentos circulares a partir do centro da lâmina de forma homogênea e deixar secar ao ar após a fixação pelo calor brando, protegendo-o para o transporte.
Quando for necessário a realização do exame em crianças a coleta ocorrerá no laboratório, assim como a coleta utilizando o coletor de urina infantil, sendo realizado sempre nas dependências do laboratório.

Para que ocorra a realização do exame se forma segura e eficaz, é necessário observar alguns cuidados. Tais como:

    No caso de coleta uretral ou vulvar deve ser realizado de preferencia na parte da manhã e sem urinar, ou estar ao menos quatro horas sem urinar.
    Evitar a utilização de desinfetantes ou medicações tópicas, aguardando 48horas após o término da utilização para realizar o exame.
    No dia da coleta deve ser evitada a realização do banho e higiene íntima, assim como a relação sexual nas 24 horas que antecederem ao exame.
    Não realizar qualquer exame ginecológico que necessite utilizar iodo ou ácido acético nas últimas 24 horas.
    Marcar o exame para um período longe do período de menstruação.
    Para a realização masculina do exame é importante que o paciente saiba que a coleta será realizada apenas nas dependências do laboratório.

Para a determinação do índice bacteriológico são colhidos seis amostras de materiais das lesões mais ativas que o paciente apresentar sendo as lâminas coradas pelo método de ZiehlNeelsen de rotina. Segundo dados da OMS a determinação do índice Bacteriológico deve ser realizada examinando  pelo menos 100 campos realizando uma tabela onde deverá ser indicada a quantidade de bacilos no local.

Quais as doenças que pode detectar

Dentre as várias doenças, uma doença de forma específica que o exame bacterioscópico pode detectar é a candidíase. Doença que pode acometer qualquer parte do corpo humano, mas que na maioria dos casos relatados atinge os órgãos genitais ocasionando vários sintomas como um grande incomodo, coceiras, ardências, dor ao urinar e vermelhidão.  Para a realização do exame com esta finalidade de verificação, o médico deverá formalizar a solicitação através de uma guia de exames e encaminhar o paciente ao laboratório. No momento da realização do exame será realizado uma coleta da secreção vaginal para verificar a existência desta doença.

A gonorreia é uma doença que também pode ser diagnosticada através da realização do exame bacterioscópico.

Ofertando esses diagnósticos o exame também pode ser fundamental para a mulher detectar outras diversas doenças e alterações no sistema reprodutivo da mulher independente do grau da doença e da alteração hormonal. Podendo ser utilizado ainda, para a verificação de sinais sugestivos do início de um processo infeccioso como (leucospermia, diminuição de frutose, ácido cítrico e o aumento do PH)

Variação de exames bacterioscópico

O mais conhecido dos exames bacterioscópico é aquele onde ocorre a coleta de uma certa quantidade do material da vagina. No entanto, existem algumas variações deste exame sendo possível inclusive realiza-los em homens, ocasionado a coleta de outros materiais tambpe.

     Bacterioscópico – Urina 1º jato
    Ocorre coleta do material urinário, sendo o primeiro jato do dia. Contando com o dianóstico e controle de tratamento de uretrites. O espécime representativo da uretra é a secreção uretral, sendo obtida por drenagem espontânea ou por raspagem da mucosa sendo colhida por swab. Caso não seja possível efetuar a coleta da secreção uretral, deve ser utilizado o primeiro jato urinário para a avaliação de uma infecção uretral.

    Bacterioscópico Amígadata – tem como principal objetivo a avaliação da flora bacteriana, utilizando como método de verificação a microscopia com a coloração do gram

    Bacterioscópico – esperma: para a coleta do esperma, não é necessário a ausência sexual por qualquer que seja o período O diagnóstico ocorre através da coleta do material em ase frasco estéril ocorrendo antes do encontro com a uretra, que é o local onde ocorre a união com germes colonizantes da flora normal.

    Bacterioscópico – prostática: para a realização deste exame é feito a coleta de secreção prostática, como objetivo de analisar a existência de fungos, fazendo ao final o relato do número de leucócitos por campo.

    Bacterioscópico – vários materiais: com a utilização da microscopia (coloração de gram) é realizado a avaliação da flora bacteriana procurando a existência de bactérias nocivas ou outras.

Qualquer que seja a variação para a realização do exame bacterioscópico de uma forma geral, é importante que seja realizado para verificar as possibilidades de existir alguma doença, ou bactéria que não seja nociva, para que quando o resultado retornar ao médico que efetuou a solicitação seja verificado e indicado qual o melhor tratamento para aplicar a cada caso. O resultado deste exame é realizado de forma pratica e rápida, por isso também, é utilizado em casos de emergências das mais variadas. E sendo realizado em caso de emergência é importante que o exame seja realizado em um laboratório de confiança, onde seja realizado os processos importantes e necessários com todo o profissionalismo, utilizando os melhores recursos para a obtenção de resultados assertivos.  Para isso, conte com o laboratório Nilson Santos para a realização dos seus exames.

Orientações relacionadas

HEMATOLÓGICOS (HEMOGRAMA, PLAQUETAS ...)

Os testes hematológicos envolvem amostras do seu sangue que são examinadas no laboratório quanto aos níveis de determinadas células. Os resultados dão informações importantes ao seu hematologista ou oncologista sobre a Leucemia Mielóide Crónica (LMC) e sobre como o tratamento está a resultar para si. Os testes hematológicos também podem ajudar um hematologista ou oncologista a decidir que também são necessários testes citogenéticos e/ou moleculares.

HORMONAIS

 Para a mulher engravidar naturalmente alguns aspectos biológicos são importantes como ter uma produção hormonal sincronizada, ovulação adequada e tubas uterinas com função preservada. O endométrio também deverá estar apto para receber o embrião e a implantação ocorrer de forma correta. Ainda, a interação entre o endométrio e o embrião deve ser harmônica para o desenvolvimento adequado do mesmo.

Qualquer alteração em uma dessas etapas pode dificultar ou impedir a gestação. Para uma completa investigação diagnóstica de possíveis fatores femininos, alguns exames são fundamentais.

IMUNOLÓGICOS

Exames imunológicos servem para indicar desequilíbrio nas defesas como também para indicar a reação específica do organismo para algum tipo de doença, Anti HBC, Anti HCV, ASLO, Fator REumatoide, Hepatite A (IGG-IGM), Hepatite B, Hepatite C, HIV, Citomegalovirus, Mononucleose Infecc, Celulas LE, Sorologia para dengue, Toxoplamose, V.D.R.L, Rebéola, Waller Rose.

PARASITOLOGIA

O que é o exame parasitológico de fezes?

O exame parasitológico de fezes (EPF) é a análise laboratorial feita a partir de uma amostra das fezes, buscando detectar a presença de elementos indicativos da existência de vermes no intestino, bem como determinar o seu tipo. Para que seu resultado seja corretamente avaliado é necessário que sejam seguidas as recomendações quanto à coleta, armazenamento e transporte das fezes.

O termo verminose é popularmente usado para descrever a infestação por parasitas; no entanto, o termo mais correto é parasitose, uma vez que os vermes que infestam o intestino em geral são parasitas. O parasita é um ser que só sobrevive em associação com outro, do qual retira sua nutrição, podendo viver fora ou dentro do hospedeiro, espoliando-o de seu alimento. O piolho, a pulga e o carrapato, por exemplo, são parasitas que vivem no exterior do hospedeiro; os agentes causadores da malária e da doença de Chagas são parasitas que habitam o interior do hospedeiro (sangue). Muitos parasitas vivem na luz do intestino humano e a sua existência pode ser detectada pela análise das fezes.

As parasitoses intestinais são próprias de países com más condições de saneamento básico, uma vez que a maioria desses parasitas é transmitida aos homens pelo contato com as fezes das pessoas infectadas (através da água, solo, mãos, alimento etc).

Orientações relacionadas

URINÁLISE

Como  o exame é usado?

A urinálise é usada como um recurso de triagem ou de diagnóstico porque detecta anormalidades de substâncias e de células associadas a distúrbios renais ou metabólicos e infecções urinárias. Pode ser pedida também em intervalos, para acompanhar a evolução de um problema antes e após o tratamento.


Quando o exame é pedido?

A urinálise pode ser pedida como um exame de rotina antes de uma internação, de uma cirurgia ou durante a gravidez. É pedida sempre quando há sinais e sintomas de infecção urinária ou de doença renal. Alguns desses sinais:

  •     Dor abdominal.
  •     Dor nas costas.
  •     Micção frequente ou dolorosa.
  •     Sangue na urina.


O que significa o resultado do exame?


A urinálise é um excelente exame de triagem porque é de execução relativamente simples e fornece indicações de muitos distúrbios possíveis. Por outro lado, resultados normais não excluem doenças. As anormalidades na urina podem não ocorrer no início da doença, ou aparecer esporadicamente, não sendo percebidas em uma amostra específica de urina.

Para detalhes adicionais sobre o significado dos resultados da urinálise, veja:

  •     Exame visual
  •     Exame químico
  •     Exame microscópico

Há mais alguma coisa que eu devo saber?

O conjunto de exames da urinálise fornece uma avaliação geral de alguns distúrbios. São necessários outros exames para detalhar o diagnóstico.

Orientações relacionadas

NEWSLETTER

Receba nossas notícias e informações. Cadastre seu nome e-mail.

LABORATÓRIO MÁRCIO JARDIM LTDA

Rua Coronel Tininho, 269, Centro
Bom Despacho / MG - CEP: 35600-000

(37) 3522.1090
labmarciojardim@gmail.com

ACESSE SUA ÁREA

Redes Sociais